Formar educadores para atuar nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio, nas escolas do campo, nas comunidades camponesas, indígenas e quilombolas para atuar de maneira crítica, criativa, ética e solidária no âmbito da Educação Básica, tendo em vista o fortalecimento da identidade do campo, além de propiciar o desenvolvimento de oferta de ensino nas áreas menos abrangidas pelo Estado.

Mobilizar os múltiplos saberes, competências, valores e atitudes, ao desenvolver alternativas para a organização do trabalho escolar e pedagógico, que venham a contribuir para a expansão da educação básica no campo, em consonância com projetos educativos e com a comunidade, dentro e fora da escola.